16 de dez de 2009

II ENCONTRO DE SALAS VERDES DO RIO GRANDE DO SUL


Relatório final
Osório, 07 de dezembro de 2009.

Entre os dias 26 e 27 de novembro de 2009, foi realizado em Osório/Rs, o II Encontro de Salas Verdes do Rio Grande Do Sul. O evento objetivou discutir assuntos relacionados à preservação dos recursos naturais e socializar as práticas desenvolvidas pelas Salas Verdes do RS, contribuindo assim para o planejamento de ações efetivas em Educação Ambiental.
No primeiro momento foi apresentada a mensagem do Sr.
Claudison Rodrigues de Vasconcelos, Diretor do DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL (DEA) do MMA, onde coloca que o Projeto Sala Verde é um projeto prioritário do MMA e, que “as Salas não são apenas Bibliotecas ou Centros de Cultura, mas são principalmente pólos que reúnem atores importantes e comunidade, são centros de reflexão, aprendizado e ações concretas”. Apresenta, também, a importância dos esforços em conjunto para enfrentamento nas graves questões sócio-ambientais, e complementa que “o encontro deve propiciar um destaque especial às discussões das mudanças climáticas e aquecimento global”.
Após, foram apresentadas as palestras: O Litoral Norte e o compromisso com o Meio Ambiente pela palestrante Daiana Bernades da SMA de Osório, o Diagnóstico das Salas Verdes da Região Sul do Brasil de autoria de Marco Aurélio L. Verdade e o lançamento do livro: Poder de Polícia Ambiental e o Município: Guia jurídico do Gestor Municipal Ambiental, orientador legal do cidadão ambiental, de autoria do Sr. Ioberto T. Banunas.
Salas Verdes presentes no Encontro: Sala Verde Espaço Transdiciplinar de Estudos Ambientais -
CAZON/FADERS( 4 representantes), Sala Verde Manoel Ribeiro Pontes Filho ( 3 representantes), Sala Verde Comitê Ambiental da CEUII/UFSM ( 1 representante), Sala Verde Lígia Rochembach ( 3 representantes), Sala Verde Maria Helena Casarin da Cunha-ECT ( 2 representantes), Conselho Municipal de Educação de Osório (1 representante), Sala Verde Companhia Verde (3 representantes), Sala Verde de Santa Maria (1 representante), Sala Verde Espaço de Alfabetização Ecológica (5 representantes), Sala Verde ARV/Maricá Viamão (1 representante).
No dia 27,
os representantes das Salas Verdes apresentaram um relato das ações desenvolvidas em seus respectivos municípios. Como ações futuras ficaram evidenciadas a importância da continuidade dos encontros para fortalecimento das Salas, bem como, estabelecer uma comunicação mais efetiva entre elas e o MMA. Acredita-se que a partir do Diagnóstico das Salas Verdes da Região Sul se terá clareza da realidade e demandas locais de cada Sala e projetar parcerias mais efetivas.
É de extrema importância que as Salas Verdes dialoguem com espaços de participação e controle social, como conselhos de meio ambiente, conselhos de unidades de conservação, comitês de bacia e movimentos populares organizados.
Também é necessário que as salas verdes trabalhem na perspectiva da diversidade humana, inserindo em suas ações, a temática da inclusão das pessoas com deficiência, pessoas com altas habilidades e comunidades tradicionais (indígenas, quilombolas, pescadores artesanais).
Sugeriu-se como tema importante a ser tratado pelas Salas Verdes no decorrer de suas atividades “As Mudanças Climáticas” em nosso planeta. Por outro lado, as Salas Verdes, constituídas como espaços sócios educativos, devem também oportunizar práticas ambientais a fim de reforçar nossas ações em prol de um meio ambiente melhor.
Ficou estabelecido que os encontros ocorressem semestralmente, sendo o próximo no primeiro semestre de 2010 em Alvorada, segundo semestre em Rio Grande e primeiro semestre de 2011 em Charqueadas.

A Sala Verde da FADERS se coloca a disposição para fazer um curso de formação às salas, de um ou dois dias, referente à educação ambiental inclusiva e políticas de inclusão. Tal ação poderia se realizar em Porto Alegre, no espaço do CAZON.


Nenhum comentário: