31 de mai de 2008

Santo André comemora Mês do Meio Ambiente com ciclo de debates, palestras e exposições

Em junho, os eventos em comemoração ao Mês do Meio Ambiente em Santo André abrangem atividades programadas pelo Semasa e também pela Subprefeitura de Paranapiacaba e Parque Andreense.

No Centro de Referência serão realizadas mesas com temas variados, entre eles o que discutirá o anteprojeto de Lei Específica da Área de Proteção e Recuperação do Reservatório Billings.

Também no CR acontecerá o lançamento do livro A cidade e o Código Florestal, do geógrafo Marcio Ackermann, seguido do debate com os seguintes participantes: Laura Machado de Mello Bueno, doutora em Arquitetura e Urbanismo pela USP, Nilo Diniz, diretor do Conama, Cynthia de Souza Cardoso, assessora jurídica da Anamma (Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente); Isabel Barcelos, diretora do Departamento Estadual de Proteção aos Recursos Naturais, SP e a Deputada Estadual, Ana Maria do Carmo. Moderador - Sebastião Ney Vaz Junior, consultor ambiental, eng. sanitarista e mestre em recursos hídricos.

O ciclo de debates ocorre de 05 a 25 de junho, a partir das 18h, no Auditório do Centro de Referência.

Além desses eventos, estão programadas palestras, atividades de educação ambiental nos parques da cidade e em Paranapiacaba.

Na Vila de Paranapiacaba também estão programadas visitas monitoradas às nascentes, além de exposições.

Veja a programação completa:

CICLO DE DEBATES

Horário: a partir das 18 horas

Local: Auditório do Centro de Referência do SEMASA (Avenida José Caballero, 143 - Centro - Santo André)

Inscrições pelo site www.semasa.sp.gov.br

Dia 05

Mesa: “Educação Ambiental e Recursos Hídricos”

“O desafio da integração regional na gestão dos recursos hídricos”

Palestrante: Edilson Paula de Andrade - geólogo, com especialização em Engenharia de Recursos Hídricos, atua na área de hidrogeologia e gestão de recursos hídricos do Departamento de Água e Energia Elétrica de São Paulo e é atual secretário executivo do Comitê das Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul - trecho paulista.

“Educação ambiental e fiscalização: ferramentas de gestão em áreas de mananciais” Palestrante: Ana Villas Boas - mestre em Ciências Sociais Gerente de Educação e Mobilização Ambiental (em substituição) do SEMASA.

Dia 11

Mesa: "Sustentação Econômica da Produção de Água nos Mananciais”

Palestrante: Renato Tagnin - arquiteto, especializado em Planejamento Urbano Metropolitano, mestre em Engenharia Civil e Urbana, autor de artigos sobre políticas de recursos hídricos, consultor, professor e pesquisador na área de gestão ambiental e de recursos hídricos do Senac.

Dia 18

Mesa: “Anteprojeto de Lei Específica da Área de Proteção e Recuperação do Reservatório Billings”

“Da Lei 898/75 às leis especificas para cada manancial”

Palestrante: Francisco Thomaz Van Acker - advogado e assessor institucional da Secretaria do Estado de Meio Ambiente.

“A lei específica no município de Santo André”

Palestrante: Sandra Jules Gomes da Silva - bióloga, mestre em Botânica, Diretora do Departamento de Meio Ambiente da Subprefeitura de Paranapiacaba e Parque Andreense, pesquisadora convidada do Instituto de Botânica de São Paulo no Projeto “Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo”, consultora ambiental e professora universitária.

Dia 19 - 19 horas

Lançamento do livro: “A cidade e o Código Florestal” do geógrafo Marcio Ackermann.

Mesa de debate sobre o tema com Laura Machado de Mello Bueno, doutora em Arquitetura e Urbanismo pela USP-PUC Campinas; Isabel Barcelos, diretora do Departamento Estadual de Proteção aos Recursos Naturais/SP; Cynthia de Souza Cardoso assessora jurídica da Anamma - Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente; Ana Maria do Carmo Rosseto, deputada estadual. Moderador Sebastião Ney Vaz Junior, consultor ambiental, eng. Sanitarista, mestre em recursos hídricos e dotorando em riscos ambientais.

Ao final haverá coquetel musical.

Dia 23

Mesa: “Licenciamento Ambiental em Áreas de Proteção Permanente”

Palestrante: Vanêsca Buzelato Prestes – mestre em Direito, procuradora do Município de Porto Alegre e professora universitária.

Dia 25

Mesa: “Fiscalização ambiental nos mananciais de Santo André”

“Os Indicadores Ambientais de Gestão de Mananciais: contribuições da fiscalização”

Palestrante: Fernanda Longhini Ferreira - química e especialista em Gestão Ambiental, gerente de projetos de Paranapiacaba, responsável pela gestão dos imóveis da Parte Baixa da Vila de Paranapiacaba.

“Gestão de unidade de conservação em área de preservação e recuperação aos Mananciais”

Palestrante: Daruska Cavalcante Cardim - Engenheira Florestal, Mestre em Recursos Florestais, Engenheira de Segurança do Trabalho e Encarregada da Unidade de Conservação do Parque Natural do Pedroso pelo SEMASA.

"Restrições de Uso em Área de Preservação e Recuperação dos Mananciais"

Palestrante: Emanuele Lima Ventura Seco - engenheira civil, com ênfase na graduação em Meio Ambiente, especialização em Sistema de Gestão da Qualidade e Encarregada de Mananciais pelo SEMASA.

ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NOS PARQUES E NA VILA DE PARANAPIACABA

Horário: das 10h às 15h

Dia 08 - Vila de Paranapiacaba

Dia 08 - Parque Celso Daniel

Dia 15 - Parque Central

Dia 22 - Parque Pedroso

Dia 28 - Parque Escola

Dia 29 - Parque Celso Daniel

Dia 29 - Parque Antonio Fláquer (Ipiranguinha)

VISITAS MONITORADAS AO PARQUE NATURAL MUNICIPAL NASCENTES DE PARANAPIACABA (EM COMEMORAÇÃO AO 5º ANIVERSÁRIO DO PARQUE)

Dias 08, 14, 15, 21 e 22

Conheça um pouco mais sobre a Mata Atlântica e participe da atividade que envolverá caminhada e observação de bromélias e outras espécies vegetais em uma das trilhas do Parque Nascentes. Aproveite também para conhecer a Vila de Paranapiacaba e suas histórias.

Horário: das 8h às 17 h (saída do paço municipal)

Inscrições antecipadas e vagas limitadas: 4439-1320 / 4439-1321

PALESTRA PERCEPÇÃO, INTERPRETAÇÃO E VALORAÇÃO DOS RECURSOS PAISAGÍSTICOS

Dia 17

Tomando a paisagem como ambiente de aprendizado ambiental serão abordados os seguintes assuntos: trilhas interpretativas e programas de uso público e a importância da conservação dos recursos paisagísticos naturais e culturais.

Palestrante: Dra. Solange Terezinha de Lima Guimarães, geógrafa da UNESP de Rio Claro.

Local: R. Antônio Olyntho, s/n - Clube União Lyra Serrano - parte baixa da Vila de Paranapiacaba

Horário: 13 h

Informações: 4439-1320 / 4439-1321

EXPEDIÇÃO: PARANAPIACABA - PELOS OLHOS DOS NATURALISTAS

De 14 a 22, o Centro de Visitantes do Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba receberá a Expedição: Paranapiacaba - pelos olhos dos naturalistas. Esta atividade é baseada na magnífica história dos viajantes naturalistas (Charles Darwin, Linneu, Wallace, Hoehne, Bokermann e outros), no local será instalado o “gabinete e laboratório da Casa do Naturalista”, a cenografia bastante rica tenta retratar a residência e ambiente de trabalho destes cientistas, onde objetos, artefatos, insetários, herbários, rochas, fósseis e outras surpresas terão muita história para contar. As atividades deste espaço, serão totalmente interativas. Não percam a oportunidade de conhecer a Casa do Naturalista e seus arquipélagos de saber.

Local: R. Rodrigues Alves, 473A - parte baixa da Vila de Paranapiacaba

Horário: das 9h às 17h

Informações: 4439-1320 / 4439-1321

EXPOSIÇÕES

AVES BRASILEIRAS

Dias 14, 15, 21 e 22

A exposição reúne fotos feitas por diversos observadores de aves, mostrando que é possível conhecer estes animais, sem a necessidade de retirá-los da natureza.

Local: R. Rodrigues Alves, 28 - parte baixa da Vila de Paranapiacaba

Horário: 10h às 17h

Visitação gratuita

Informações: 4439-1320 / 4439-1321

PARQUE NASCENTES: CONHEÇA-O E MATE A SUA SEDE DE NATUREZA!

De 07 a 22, a exposição reúne fotos de paisagens desta belíssima Unidade de Conservação, além de textos e depoimentos de monitores ambientais que atuam no parque.

Local: Shopping ABC Plaza

Horário: das 10h às 22h

Visitação gratuita

Informações: 4439-1320 / 4439-1321

Um comentário:

Celso disse...

Caros,

Enquanto Santo André comemora a semana do verde, essa mesma prefeitura age derrubando árvores centenárias em suas ruas, parques, e terrenos. Já não sei mais a quem recorrer. Há na cidade um crime contra árvores saudáveis e que o único pecado é deixar cair algumas folhas mortas.

Está havendo uma derrubada indiscriminada de árvores maravilhosas com a autorização e cumplicidade da prefeitura local que tem demonstrado uma profunda ignorância verde.

O que eu tenho visto é um total absurdo e não há com quem reclamar. O IBAMA diz que o assunto é de alçada da prefeitura e a prefeitura sequer atende às chamadas.

Numa das mais importantes avenidas de Santo André, a Avenida Portugal, há calçadas inteiras (a calça de Padaria Portugal) sem uma árvore sequer. Todas que foram derrubadas pra dar lugar a carros, nunca foram repostas.

Vocês podem ajudar?

Neste momento estou vendo a derrubada de um pinheiro totalmente saudável com mais de 15 metros de altura.