7 de mai de 2007

Alguma contribuição sobre combater a dengue com Preservação ambiental?

Caríssimos amigos

Estou buscando com profissionais de diversas entidades ambientalistas, informações que possam contribuir com uma observação que tenho feito acêrca da presença da Dengue. Gostaria de perguntar-lhes se têm feito algum estudo ou observação superficial sobre a grande incidência de cidades com epidemias de dengue. tenho associado esse fato à degradação principalmente, de matas ciliares e ausência ou diminuição de predadores naturais. Os serviços oficiais de combate ao mosquito, se atém somente ao acúmulo de água que podem existir nas casas e nas ruas.

Em nossa cidade, o ápice da epidemia ocorreu numa época de seca em que não chovia e havia poquíssimas possibilidades de acúmulo de água nas casas, embora alguns focos tenham sido encontrados. Não quis tocar nesse assunto, antes de reunir dferentes constatações e opiniões através de pesquisa.

Devido aos desequilíbrios climáticos, tivemos um período de chuvas que durou 7 meses. Chovia todos os dias. Acredito mais que foi naquela época que o mosquito se proliferou (devido à presença da água limpa) numa proporção totalmente impossível de ser equilibrada naturalmente.

Além disso, os casos da doença ocorrem em áreas urbanas onde o desequilíbrio ambiental já está instalado.

Com que tipo de informação, científica os colegas poderiam contribuir para essa minha observação? Ficarei muito grata em obter resposta.

Um grande abraço
Vânia Carrozzo
Coordenadora de educação Ambiental
Sala Verde Ubatuba - SP

Nenhum comentário: